Como fazer uma escolha profissional

Dicas para facilitar a escolha

Tempo de leitura estimado: 5 minutos.

Muitos jovens enfrentam dificuldades na hora da escolha de sua profissão, isto se deve a diversos fatores, principalmente por se tratar de uma escolha  a qual a sociedade julga ser “para a vida”, ou seja,  a decisão de uma atividade que teoricamente você terá que realizar para sempre. Esta colocação gera pressão e desconforto  dificultando a escolha de uma carreira. Acesse esse link para ver um vídeo que pode facilitar a sua escolha profissional.

 

Como devemos escolher uma profissão?

 

A escolha profissional deve ocorrer por meio de diversos fatores e entre eles um dos que possuem maior relevância é a  análise de sua personalidade. Além disso, há a influência de três fontes principais : a genética,  que corrobora por meio de suas características individuais de ação, pensamento, modo de agir; as influências sociais, que podem corroborar com a genética desenvolvendo-a ou mesmo forçar traços que o indivíduo não possui, causando desequilíbrio ou desconforto; o traço mental, a cognição, o pensamento, ou seja, aquele que une as influências sociais as predisposições genéticas e avalia o conjunto.

 

Neste sentido, é válido pensar no significado de vocação, que é a inclinação, a facilidade que um determinado indivíduo possui para a realização de uma tarefa. Esta palavra, portanto, está inserida em uma das três fontes principais, a genética. No entanto, muitos indivíduos não conseguem realizar uma auto análise para descobrirem, sua vocação e passam a estar vulneráveis as influências sociais, que podem levá-los a escolhas, as quais futuramente os transformariam em  profissionais não realizados. A decisão de com o que trabalhar levando em conta habilidades pessoais, facilitam o sucesso individual e a boa execução das atividades envolvidas na área, tornando o trabalho um “prazer” e não uma obrigação.

 

Desta forma, visando evitar escolhas equivocadas por dificuldade de autoavaliação, profissionais do ramo da psicologia passaram a exercer uma análise externa que facilita o direcionamento a escolha profissional. Para tanto, aplicam-se testes vocacionais, como instrumento de avaliação individual. Clique aqui para ter acesso a testes vocacionais.

Para o profissional mais reconhecido mundialmente na área de orientação vocacional,  americano, Jhon Holland, os indivíduos possuem traços que determinam suas vocações e facilitam a escolha profissional mais adequada. Como o traço convencional, caracterizado por pessoas que gostam de organização, são mais inflexíveis e não gostam de passar por mudanças repentinas, como engenheiros, contadores, policiais.

Assim, a escolha profissional se baseia no indivíduo, em suas peculiaridades e características e normalmente é bem executada quando considera a vocação individual como determinante. Portanto saber analisar perfis é de suma importância para o sucesso, e quando não se consegue fazer uma autoanálise, a orientação por um profissional é necessária para se evitar frustrações.

Conhecer este jovem e contextualizá-lo neste momento de desenvolvimento ajuda a saber um pouco mais de sua demanda para poder propiciar condições favoráveis para que o jovem potencialize seus talentos, visando sua inserção no mundo do trabalho.

 

Ana Paula

Ana Paula

Utilizo da minha formação de mais de 20 anos e de minha prática clínica para ajudar pessoas que estão em sofrimento ou que precisam de alguma ajuda emocional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *